LOADING
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Enquete
Você acredita que o prefeito eleito Itamar Barreto fará em Formosa uma administração:
 
Área VIp

.Últimas Notícias.

Saneago ativa na Fazenda Brocotó em Formosa um 2º ponto de captação no Córrego Bandeirinha

A nova obra serve de auxilio e resolve temporariamente o sistema de abastecimento em Formosa até que a Barragem do Bandeirinha seja finalizada
O saneamento básico tem se tornado um desafio nos dias atuais, mais precisamente o abastecimento público de água tratada. As mudanças climáticas têm acarretado prejuízos ambientais severos e por vezes complexos quanto à sua resolução, fazendo com que as mudanças sejam percebidas de forma mais contundente na disponibilidade de água em rios e córregos. São secas que batem recordes históricos, fazendo com que as concessionárias responsáveis pelo abastecimento público estudem e busquem soluções cada vez mais ousadas e difíceis de serem implantadas. A Saneamento de Goiás/Saneago, entendendo essa realidade ambiental, tem buscado formas eficazes de manter a regularidade do abastecimento público, entendendo que a população necessita desse recurso para sobreviver e sobreviver com dignidade. Não são fáceis os desafios, por vezes alguns problemas ocorrem e não são resolvidos tão rapidamente, pois demandam estudos, projetos, recursos financeiros consideráveis e tempo para execução das obras, afirma o diretor de produção da empresa, Luiz Humberto Gonçalves Gomes. Ele cita que a exemplo disso pode ser citado o segundo ponto de captação do Córrego Bandeirinha em Formosa. Uma obra cuja experiência e competência do corpo técnico da Saneago, permitiu ser concebida e executada em tempo recorde.
Estudos foram realizados para avaliar esse manancial e descobriu-se que no ponto onde hoje ocorre a segunda captação havia uma maior vazão. Isso devido à contribuição de vários outros córregos que nascem e desaguam no Bandeirinha antes desse ponto. Essa obra permitiu o acréscimo de 90 litros por segundo ao atual sistema que era de 220 litros por segundo, alcançando hoje a marca de 310 litros por segundo. Quantidade, que segundo Luiz Humberto é suficiente para abastecer a cidade de Formosa até que a obra da Barragem do Córrego Bandeirinha seja finalizada. Dessa forma, a Saneago tem demonstrado seu comprometimento em prestar um serviço de qualidade aos seus clientes. Tem trabalhado para se antecipar às mudanças climáticas de forma a não permitir que a população passe por desabastecimento. Para tanto, vale relembrar a grande obra da construção da Barragem do Córrego Bandeirinha, que será a segunda maior barragem para abastecimento público do Estado de Goiás, ficando atrás apenas da Barragem do Ribeirão João Leite que abastecerá a região metropolitana de Goiânia. Estamos trabalhando, com a certeza de que avançamos para prestar um serviço cada dia melhor aos cidadãos. Finaliza o diretor.


 

Marinha realiza novo treinamento em Formosa

A Marinha do Brasil realizou, no período de 17 a 29 de outubro, no Campo de Instrução de Formosa o treinamento denominado Operação Formosa 2014. O exercício teve por finalidade contribuir para a manutenção da condição de pronto-emprego dos meios do Corpo de Fuzileiros Navais, sendo o maior treinamento realizado pela Marinha no Planalto Central, que envolveu cerca de 2 mil militares, além de aeronaves, carros de combate, blindados de transporte de tropas, veículos anfíbios sobre lagartas, mísseis anticarro e superfície-ar, peças de artilharia e outros meios de combate que são empregados de forma integrada em manobras militares. Nesse exercício, também foi simulada uma operação anfíbia, considerada a mais complexa das operações realizadas por forças militares. Na demonstração operativa com a presença de diversas autoridades civis e militares, foi disponibilizada uma visita aos blindados utilizados nas operações em apoio aos órgãos de segurança pública do Estado do Rio de Janeiro, ao hospital de campanha e a outros meios operativos. A demonstração também contou com a realização do primeiro tiro real do Sistema de Lançadores Múltiplos de Foguetes ASTROS CFN 2020, um marco para a Marinha do Brasil.



 

Vereador afirma que PT saiu fortalecido das eleições em Formosa

No 2º turno Dilma quase empatou com Aécio no município

A analise que membros do Partido dos Trabalhadores/PT em Formosa fazem é que as eleições desse ano fortaleceram a sigla no município. Segundo o vereador Wenner Patrick/PT, mesmo com a vitória em Formosa nos dois turnos de Aécio Neves/PSDB o partido reagiu com sua candidata Dilma Rousseff, e no segundo turno das eleições quase conseguiu empatar com o tucano. A presidente reeleita recebeu no primeiro turno 15.834 votos que significaram 31,44% e no segundo conseguiu em Formosa 22.020, subindo para 43,61%. Por outro lado o PT local mostrou que sua militância é ativa e que nos momentos em que precisa aparecer ela cumpre o seu papel, afirma Wenner.  O vereador falou da candidatura a deputado federal do petista Olavo Noleto, que apesar de não ter sido eleito, conseguiu em Formosa 949 votos, Mauro Ruben 536 e Rubens Otoni 374, reeleito deputado federal. O vereador formosense lembra que o PT e o PMDB são os dois maiores partidos do País e os que mais cresceram na divisão estadual nas eleições de 2014. Partidos da base da presidente reeleita Dilma em geral governarão a partir de janeiro dezenove Estados, destaca Wenner. Para ele o importante é que o trabalho do PT Em Formosa vai continuar  no sentido de  auxiliar o munícipio e suas demandas nas questões relacionadas ao Governo Federal.


 

Nordeste goiano ganha quase 9 mil alqueires que pertenciam ao Estado da Bahia

 

Foram mais de 30 anos de batalha judicial até que o Supremo Tribunal Federal/STF desse ganho de causa a Goiás no histórico conflito pela demarcação das divisas entre os Estados de Goiás e da Bahia. A decisão foi proferida no dia 8 de outubro desse ano, em processo relatado pelo ministro Luiz Fux. De acordo com a decisão, o STF reconheceu como válido o acordo firmado entre os dois entes federativos, em 1920, considerando como marco divisor de suas divisas as demarcações originárias das bacias dos rios São Francisco e Tocantins. Com isso, Goiás terá acrescido legalmente a seu mapa porção de terra equivalente a 42 mil e 300 hectares, o que corresponde a 8.700 alqueires goianos. A expansão territorial contempla os municípios goianos de Campos Belos, São Domingos, Posse, Guarani de Goiás, Mambaí e Sítio D´Abadia. Membros do governo goiano ressaltam que a decisão do STF encerra um conflito histórico entre os dois Estados e, do ponto de vista econômico, agregará valor à economia goiana, com aumento do PIB em R$ 3 bilhões. Além disso as áreas que serão acrescidas ao mapa goiano produzem, por ano, R$ 120 milhões em commodities agrícolas e também significam soluções para proprietários rurais que tinham dificuldades na regularização fundiária de suas terras, por causa do conflito de jurisdiçã

 

Última atualização (Qua, 12 de Novembro de 2014 01:49)

 

Marconi foi o candidato do Nordeste goiano

Governador reeleito assumiu vários compromissos com prefeitos da região, inclusive os filiados em partidos de oposição

As eleições desse ano mostraram e confirmaram o poder do cargo, quando no momento do apoio politico os interesses de um grupo ou de uma população se voltam para os benefícios e as promessas que podem ser cumpridas. O projeto de reeleição do governador Marconi Perillo/PSDB, encontrou respaldo entre todos os prefeitos do Nordeste goiano, alguns de forma imediata e outros aos poucos, na medida em que Marconi se comprometia com o desenvolvimento de cada município. O fato é que mais de 20 prefeitos que compõem a região apoiaram a reeleição de Marconi. Entre eles o de Posse, José Gouveia de Araújo/PROS, que, nas últimas eleições municipais, foi adversário do grupo político do vice-governador José Eliton/PP, que defendia a candidatura do pai dele, conhecido como doutor Eltin, à prefeitura. Na última reunião realizada em Posse antes do segundo turno o prefeito afirmou para um auditório lotado que “José Eliton é um filho da nossa cidade. Passamos por cima de questões partidárias para apoiar o seu projeto e o de Marconi”. “Os dois nos ajudaram e, com certeza, continuarão trabalhando para trazer mais benefícios para nosso município”, declarou Gouveia .
PARTIDOS DE OPOSIÇÃO - O governador reeleito conquistou o apoio de vários prefeitos filiados a partidos de oposição. Todos destacaram o perfil “municipalista” e “republicano” do governador. Ou seja, administra o Estado indiferente às questões partidárias e estabelece inúmeras parcerias e convênios com as prefeituras, como os que se referem ao Programa de Desenvolvimento do Nordeste Goiano e ao Rodovida – que recuperou várias rodovias em diferentes regiões de Goiás. Aurolino Santos Ninha/DEM, prefeito de Campos Belos - cidade que tem a maior distância da capital goiana - e que administra um munícipio que aguarda a conclusão de várias obras, a exemplo da esperada captação de água no Rio Mosquito, declara que Marconi é um grande gestor e que tem feito muito por Campos Belos, citando a reconstrução da GO-118, que ainda não está concluída em alguns trechos. Ninha é do Partido Democratas, que integrou a coligação liderada pelo adversário Iris Rezende/PMDB. Outra administradora filiada a partido de oposição à Marconi, que aderiu à campanha do governador reeleito foi a prefeita de Sítio d’Abadia, Dourinha Antônio de Souza/PMDB. Ela decidiu apoiar a candidatura de Marconi e destacou que  o trabalho do governador é de resultados e por isso acredita no desenvolvimento de seu município com  as obras prometidas pelo governo. O prefeito de Alto Paraíso de Goiás, Alan Barbosa/PSB, legenda do governadoriável Vanderlan Cardoso, afirmou que Marconi sempre atendeu às demandas da sua cidade. “Meu compromisso é com o município que administro e, por isso, posso dizer que o governador foi o único que nos deu atenção”. Esse é o mesmo raciocínio do prefeito de Teresina de Goiás, Josaquim Miranda, que chegou a ser expulso do PT, por apoiar nessa eleição o governador.




 

OAB de Formosa é reconhecida no Estado como subseção destaque

A Subseção de Formosa foi a vencedora da primeira edição do Prêmio Subseção Destaque com o projeto “A OAB vai até você”. O presidente da subseção, Marco Aurélio Azevedo, recebeu o troféu das mãos do presidente da OAB-GO, Henrique Tibúrcio durante a programação do XXXI Colégio de Presidentes de Subseções da OAB-GO, realizado em Catalão. O projeto vencedor, consiste em levar, mensalmente, assistência judiciária gratuita à população carente residente na periferia de Formosa e outras cidades sob jurisdição da subseção. Advogados locais trabalham de forma voluntária no projeto “A OAB vai até você”. Para o I Prêmio Subseção Destaque foram inscritos 22 trabalhos. Participaram do concurso as subseções de Formosa, Caldas Novas, Trindade e Jataí.
O prêmio foi idealizado com intuito de reconhecer e destacar as iniciativas das Subseções na defesa do Estado democrático de direito em prol da categoria advocatícia e em benefício da sociedade. Todas as subseções da OAB-GO puderam participar com a inscrição de trabalhos e ações realizados no período de 1º de janeiro a 30 de setembro de 2014. O projeto vencedor foi avaliado por uma comissão julgadora formada por membros da diretoria da OAB-GO, presidência da Caixa de Assistência dos Advogados de Goiás (Casag), diretoria da Escola Superior de Advocacia (ESA), presidência do OABPrev e representantes das Subseções no Conselho Seccional.  Eficiência, alcance social, qualidade, criatividade e custo-benefício foram critérios de avaliação. Segundo Marco Aurélio o projeto  “A OAB vai até você” terá continuidade  e os próximos locais a receberem serão as cidades  de Flores e Vila Boa. Além disso, explica o presidente, formosa receberá ainda algumas edições desse iniciativa que auxilia pessoas que necessitam de orientações jurídicas. A Subseção  recebeu pela vitória uma premiação de R$ 3.000,00.


 

Cooperativa Recicla Formosa e prefeitura trabalham juntas para melhorar coleta seletiva de lixo

Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin-top:0cm; mso-para-margin-right:0cm; mso-para-margin-bottom:8.0pt; mso-para-margin-left:0cm; line-height:107%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:"Times New Roman"; mso-bidi-theme-font:minor-bidi; mso-fareast-language:EN-US;} As cooperativas de reciclagem no Brasil todo vem lutando incansavelmente há muitos anos em busca de trabalhar a coleta seletiva de forma compartilhada, por meio de parceria com os governos municipais. Essa prestação de serviço compartilhada é prevista na lei 12305/10, contudo, os gestores municipais não têm se interessado pela implantação da coleta seletiva e o descarte correto do lixo, inclusão social e valorização dos catadores e preservação ambiental como prioridades. Em Formosa existe uma situação louvável, onde essa parceria entre cooperativa de reciclagem e prefeitura existe e funciona com total disposição de ambas as partes. A cidade de Formosa tem se destacado pela realização do projeto coleta seletiva e limpeza urbana de forma integrada. Todos os esforços vem sendo concentrados para a boa realização desse trabalho: a campanha da coleta seletiva vem sendo realizada diariamente por meio de divulgação em rádio, bicicleta de som, faixas, distribuição de panfletos de casa em casa com equipe de cooperados, mobilização nas escolas e creches do município, associações e clubes sociais - como Rotary Club – igrejas e locais com grande aglomeração de pessoas. Foi iniciado também projeto de inclusão de catadores isolados, que trabalham por conta própria fazendo catação na cidade, eles reúnem uma quantidade muito grande de material reciclável mensalmente. O resultado disso tudo é bem visto pela quantidade de material reciclável que chega ao galpão de triagem da Cooperativa Recicla Formosa, que teve um salto de 300% em relação ao material que chegava antes do início da coleta seletiva, em julho de 2014, mas sabemos que isso não é um número considerável ao observar a quantidade de lixo que é produzida diariamente pela comunidade formosense, avalia o presidente da Recicla Formosa, Hildeu Álvares. Apesar de se ter uma estrutura pronta e eficiente com caminhões, carrinhos, galpão equipado, grupo de cooperados capacitados para a realização da coleta seletiva nos sete bairros centrais; ecopontos da coleta em todas escolas e creches, ou seja, na cidade toda; corpo de bombeiros; vários órgãos municipais como prefeitura, câmara, Fórum, Hospital Municipal, percebe-se grande dificuldade da comunidade em fazer a separação correta do material em casa e colocar no dia certo para o caminhão da coleta, ou entregar no ecoponto mais próximo de sua casa. A quantidade de lixo orgânico (restos de comida, cascas de frutas e verduras, fraldas descartáveis, papel higiênico) é muito grande. Além desse tipo de material, tem sido encontrado lixo hospitalar, ossos jogados pelos açougues, sendo que esses dois empreendimentos possuem coleta própria por descartar resíduos especiais. Outra surpresa relatada é a quantidade de animais mortos junto ao lixo doméstico, os animais também devem ser respeitados e enterrados.

Leia mais...

 

Ação de improbidade administrativa contra ex-prefeito de Sítio d'Abadia continuará a tramitar na Justiça Federal

O Ministério Público Federal em Luziânia/Formosa/MPF conseguiu a manutenção na Justiça Federal de uma Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa, proposta em 2011, em razão da constatação de fortes indícios de fraude em procedimento licitatório realizado por Kesser Vieira Reis, ex-prefeito de Sítio d'Abadia, por Aparecida Lopes do Paraízo e por Djair José Catenaci para contratação direcionada da empresa Prata Construções e Incorporações Ltda. De acordo com a ação, a licitação foi realizada objetivando a construção de duas quadras poliesportivas no povoado de Mundo Novo e São Vidal, fruto de um contrato de repasse de R$ 50,5 mil celebrado entre o município e o Ministério dos Esportes, com intervenção da Caixa Econômica Federal. Ocorre que a União Federal informou não ter interesse em participar da ação, por entender que não teria havido prejuízo econômico, de acordo com manifestação da própria Caixa. No entanto, tal entendimento ateve-se apenas ao ponto de vista meramente cível-econômico do fato, não alcançando o viés administrativo de improbidade. Em razão da manifestação de desinteresse da União Federal, chegou-se a decidir pela remessa dos autos para a Justiça Estadual. Para o procurador da República que cuida do caso, Onésio Soares Amaral, o interesse federal não é dado pela simples presença da União na lide, mas, sim, de qualquer ente federal, até pelo fato dessa ação ter sido legitimamente proposta pelo MPF (órgão federal), uma vez que houve suspeitas de desvio de recursos federais e, até mesmo, possível ocorrência de crimes federais.Em sua decisão, o juiz federal Eduardo Luiz Rocha Cubas acatou o pedido do MPF e determinou que o processo continue o seu curso na Justiça Federal. Para o magistrado, que se baseou em jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça, “a presença do MPF no polo ativo da ação de improbidade administrativa atrai a competência do juízo federal”.

 

Rollemberg e Marconi se encontram em Brasília

Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin-top:0cm; mso-para-margin-right:0cm; mso-para-margin-bottom:10.0pt; mso-para-margin-left:0cm; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:"Times New Roman"; mso-bidi-theme-font:minor-bidi; mso-fareast-language:EN-US;}

Na pauta da reunião o transporte, saúde e segurança no Entorno do DF

O governador eleito do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg/PSB e o governador reeleito de Goiás, Marconi Perillo/PSDB, discutiram em Brasília, pauta de ações conjuntas que os dois governos irão desenvolver no Entorno do Distrito Federal, a partir de 1º de janeiro de 2015. Os dois acertaram que vão se reunir com o presidente da Agência Nacional de Transportes Terrestres/ANTT, para acelerar o encaminhamento dos projetos de transporte e de mobilidade urbana específicos para o Entorno. Também acertaram a formação de uma comissão de representes dos dois governos, cada uma com três integrantes, para discussão dos temas que dizem respeito à atuação dos dois entes federativos. No encontro, Marconi apresentou a Rollemberg, que é senador da República, as ações que já estão sendo desenvolvidas pelo Governo de Goiás nas áreas de transporte público, saúde e segurança. Marconi informou sobre a construção dos hospitais regionais de Águas Lindas e de Santo Antônio do Descoberto, no Entorno Sul, que segundo ele desafogarão a demanda por serviços de saúde em Brasília.

Além de segurança, saúde e transporte urbano, Marconi e Rollemberg discutiram a criação de núcleos de geração de emprego e renda na região, de forma a reduzir a demanda por emprego na capital federal, com o consequente aumento da renda nos municípios que fazem parte da Região Integrada de Desenvolvimento do Entorno/Ride. Ambos ressaltaram que terão um relacionamento de alto nível com a presidente Dilma Rousseff e defenderão a ampliação de parcerias com o Governo Federal. Os dois governadores se comprometeram a trabalhar conjuntamente para solucionar a demanda por transporte coletivo na região. Dentre os projetos está a reativação de uma linha férrea entre Brasília e Luziânia, que seria utilizada para transporte de passageiros. Marconi voltou defender uma ideia que havia apresentado o início do atual mandato, no sentido que o governo federal crie um Programa de Aceleração do Crescimento/PAC específico para o Entorno do DF. Rollemberg gostou da proposta e disse que poderá ser tema das audiências que terão com a presidente Dilma Rousseff no decorrer de seus mandatos.

 

Sicoob reinaugura em Formosa nova agência em novo endereço

O Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil/Sicoob - Brasília reinaugurou em outubro de 2014, a sua agência de Formosa em amplas e modernas instalações em novo endereço. O Sicoob Brasília tem contribuído para fortalecer o cooperativismo financeiro na região, ofertando os melhores produtos e serviços financeiros e com as mais atrativas taxas aos seus 2.800 cooperados. Constituída em 1996, por 62 associados a Cooperativa de Crédito Rural de Brasília Ltda, o Sicoob Brasília, tornou-se cooperativa de livre admissão em 2013, passando a atender, além dos produtores rurais, pessoas físicas e jurídicas de todos os segmentos da indústria, do comércio, da prestação de serviços, bem como autônomos, profissionais liberais e servidores públicos. O Sicoob Brasília possui cinco agências: Brasília (SIA), Planaltina, PADF, Formosa e São João d´Aliança. No último ano, a cooperativa registrou a movimentação de R$ 72 milhões em operações de crédito; R$ 42,2 milhões em depósitos e, encerrou 2013, com um total de ativos de R$ 102,5 milhões. No Distrito Federal, juntas, as cooperativas do Sicoob já são a maior instituição financeira com exceção dos bancos públicos, respondendo por 23,9% da participação no mercado financeiro local, na comparação com os bancos privados. No país, mais de 6 milhões de pessoas são associadas às cooperativas de crédito. Deste total, cerca de 3 milhões participam do Sicoob, que é o maior sistema de cooperativas financeiras, presente no Distrito Federal e em 25 estados brasileiros.


Serviço:

Sicoob – Brasília
Agência /Formosa-GO
Avenida Brasília, nº 110 – Formosinha
Tels: 61 3631 9301/3631 3726/3361 9301


 

Abrasgrãos traz a Formosa discussão em torno de legislação trabalhista rural e segurança no trabalho

A Associação Brasileira dos Produtores de Grãos/Abrasgrãos promoveu no mês de outubro em Formosa, debate sobre Legislação Trabalhista Rural e Segurança no Trabalho, que aconteceu no Teatro do Museu Couros na Praça do Pau Ferro.  O evento, com entrada franca, foi realizado pela diretoria da entidade, numa parceria com a Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás/Faeg, por meio da advogada Rosirene Curado, especialista em Legislação Trabalhista. Segundo Genedir Ribas, presidente da Abrasgrãos, fizeram parte dos assuntos discutidos no encontro a Norma Regulamentadora/ NR 31, que dispõem sobre a segurança e saúde no trabalho na agricultura, pecuária, silvicultura, exploração florestal e aquicultura, quando foi abordada a forma correta de contratação de funcionários e de mão de obra terceirizada, além das exigências acerca das instalações da propriedade para com o trabalhador, dos equipamentos de proteção individual, dos cursos de capacitação dos funcionários e esclarecimentos sobre o trabalho degradante. Genedir explica que a realização do evento foi de suma importância para a classe. Ele destaca que foi possível conhecer não só os direitos, mas também os deveres e que a reunião esclareceu  dúvidas e mostrou que existe um certo atraso quanto às exigências da legislação e que  é preciso adequá-la. “É melhor termos consciência do nosso papel antes de termos um problema grave e argumentar que não sabíamos”. Definiu Genedir.

 




Clima

Pessoas oline
Nós temos 9 visitantes online